Bem-Vindo ao site não oficial cartaobndes.org




O Cartão BNDES, o cartão de crédito do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social é emitido por cinco bancos diferentes: Banco do Brasil (Mastercard ou Visa), Banrisul (Visa), Bradesco (Visa), Caixa (Mastercard) e Itaú (Mastercard). Para aquisição do cartão é essencial que a empresa que solicite o cartão esteja em dia com o INSS, FGTS, tributos federais e RAIS. É possível avançar na solicitação do cartão enquanto a situação fiscal da empresa é regularizada, no caso de haver alguma pendência. Para iniciar a solicitação é necessário informar o CNPJ, o tipo de controle da empresa, o número do CNAE Fiscal, o setor, ramo de atividade e o CNAE Fiscal e escolher o banco emissor e bandeira do cartão.

O Cartão BNDES é baseado no conceito de cartão de crédito e tem o objetivo financiar investimentos das micro, pequenas e médias empresas nacionais ou pelo menos com controle nacional. As empresas que podem obter o cartão tem que ter um faturamento de até noventa milhões de reais, ter desde no país, controle nacional e exercer atividade econômica com as Políticas Operacionais e de Crédito do BNDEs além de estarem em dia com o fisco. O portador do cartão só pode efetuar compras no Portal de Operações do BNDES. Acessando o site do cartão e procurando os produtos de interesse no catálogo de produtos expostos e seguir os passos indicados para compra. A taxa de juros é pré-fixada e informada na página inicial do portal. O limite de crédito é de até um milhão de reais por banco emissor. O limite é atribuído ao cliente pelo banco emissor, após uma análise de crédito. Uma mesma empresa pode ter até cinco cartões e somar seus limites em uma mesma transação. O prazo de parcelamento vai de três meses até quarenta e oito meses (quatro anos), mas o cartão da Caixa só aceita parcelamento em doze, vinte e quatro, trinta, trinta e seis, quarenta e dois e quarenta e oito meses.

As vantagens para o portador do cartão são o financiamento automático em até quarenta e oito meses, as prestações são fixas e iguais e a taxa de juros é atrativa, que é atualizada mensalmente. Para o fornecedor, as principais vantagens são o financiamento automático para o cliente em até quarenta e oito meses, a garantia de recebimento da venda em trinta dias com a segurança que é típica dos cartões de crédito, a redução do comprometimento do capital de giro próprio e a exposição gratuita do catálogo de produtos no portal do cartão.

O cartão não tem anuidade e a taxa de juros é calculada pela LTN, a Letra do Tesouro Nacional. É divulgada todos os meses na página principal do portal e é válida do primeiro ao último dia do mês. É possível fazer uma simulação de financiamento no portal. Para o fornecedor, a taxa de afiliação da Cielo é de sessenta reais, somente na primeira venda e a Redecard não está cobrando no momento a taca de afiliação. A taca de desconto é de até dois por cento e meio sobre o valor do venda e está vigente desde dois mil e nove.

Para solicitação do cartão é necessário apresentar Certidão Conjunta de Débitos Relativos a Tributos Federais e à Dívida Ativa da União ou de Certidão Conjunta Positiva com Efeitos de Negativa de Débitos relativos a Tributos Federais e à Dívida Ativa da União, expedida pela Secretaria da Receita Federal e pela Procuradoria Geral da Fazenda Nacional e pode ser conseguida através do site da RFB. Também é preciso da CND, que é Certidão Negativa de Débito (Previdenciária) que é expedida pela Secretaria da Receita Federal, assim como Certificado de Regularidade do FGTS, Comprovação de Regularidade quanto à Entrega da RAIS. Também é necessário apresentar Declaração que ateste em síntese que está com a situação regularizada perante os órgãos públicos e a legislação pertinentes conforme modelo que está disponibilizado no menu Regras do Portal de Operações do Cartão BNDES.

Quando a empresa for parte de grupo econômico, o faturamento bruto anual do grupo também não poderá ser maior do que noventa milhões de reais. O Banrisul exige que a empresa esteja constituída há pelo menos doze meses. A Caixa Econômica Federal exige que a empresa tenha pelo menos vinte e quatro meses de relacionamento com a instituição. O Microempreendedor Individual – MEI – não precisa apresentar Relação Anual de Informações Sociais –RAIS – negativa para o ano base 2011 em açodo com segundo artigo do segundo inciso da portaria de número sete do dia três de janeiro de dois mil e doze. Não é possível obter o cartão se a empresa possuir pelo menos um CNAE Fiscal registrado na Receita Federal correspondente a setores econômicos não apoiáveis pelo BNDES.